segunda-feira, 13 de agosto de 2012

ANTES, AS EQUIPES SERGIPANAS "AMARELAVAM", HOJE, NEM ISSO!




      É impressionante o que acontece com o nosso futebol, pois os nossos clubes nunca conseguem, no campo, subir de divisão nacionalmente, ao contrário, só descem. Fiz questão de frisar “no campo”, porque em determinadas oportunidades o Sergipe foi agraciado com algumas “viradas de mesa” por parte da CBF.

      Temos como exemplos os seguintes: o ano de 1997, no qual o Sergipe conseguiu participar da Série “B”, mesmo após ter sido rebaixado para a série C no ano anterior; e em 2001, quando voltou a disputar a segunda divisão através de uma manobra articulada pela CBF, tendo como pretexto a realização da esdrúxula Copa João Havelange, em 2000. Coincidentemente, nas duas oportunidades, a equipe rubra foi incompetente ao extremo e acabou sendo rebaixada.

      Times de pouca expressão, como o São Raimundo (Manaus/AM), o Campinense (Campina Grande/PB), o ASA (Arapiraca/AL), o São Raimundo (Santarém/PA), o Icasa (Juazeiro do Norte/CE), o Alecrim (Natal/RN), dentre outros, já conseguiram esse feito. E os clubes grandes daqui (se é que podemos chamar assim), nada!

      Não há justificativa para a incompetência dos nossos clubes na hora de brigar por um acesso. E quando há alguma possibilidade real, o torcedor se empolga, a imprensa esportiva dá o maior apoio, e o final é sempre o mesmo: ficamos no meio do caminho, ou seja, os nossos clubes sempre “amarelaram” nos momentos decisivos. E nos últimos campeonatos tem sido ainda pior, as equipes sergipanas estão sendo eliminadas ainda na 1ª. fase, ou seja, não estão nem chegando a "amarelar". E a imprensa daqui ainda fica falando em Série C. Desconsideremos isso, sejamos realistas! Um futebol com uma Federação arcaica como essa, com clubes administrados de maneira ultrapassada e praticamente sem patrocínios, com baixa renovação de atletas locais e presença de público diminuta nos estádios, dificilmente sairá disso.  Ainda dizem por aí que o nosso futebol é bom e de qualidade, bom como? Caso fosse realmente, não estaríamos inseridos numa quarta divisão.

     A vergonha mais recente de um clube sergipano em uma competição nacional está sendo o Itabaiana, vice-lanterna do seu grupo na Série D e já eliminado, enfrentando equipes fraquíssimas como Feirense, Sousa e Vitória da Conquista. O time foi campeão estadual e não se reforçou, como deveria, para participar do campeonato. Contratou, porém, errado. Não traçou um planejamento adequado, realizou somente dois amistosos antes do início da competição e apostou em jogadores "veteranos".  O resultado só poderia ser esse!

14 comentários:

  1. Não é complexo, pode não ser fácil mas não é complexo, resumindo...é só fazer tudo diferente do que vem sendo feito, rsrrsrrs.
    Qual o segredo do CSA e do Sampaio e o erro do Itabaiana?
    Dos dois primeiros é ter mantido uma base o ano inteiro, é ter tido planejamento em cima de um elenco base, ao contrário do Itabaiana que foi campeão e refez o elenco quase que por completo.
    Aqui, especificamente no Sergipe, tem que ter um departamento de futebol profissional e permanente, que viabilize uma base pro ano inteiro(é o segredo do são domingos) seja jogando ou emprestando os jogadores.
    O fazer tudo diferente se refere tanto ao time de 2011 que Djalmir contratou 22 jogadores do Sul que nunca tinham jogado junto e de qualidade duvidosa como no time de 2012 que começamos a contratar e se preparar depois de todos os outros times com uma economia de um mes de salário que no final saiu bem mais caro.
    Tem que ja ir observando de agora quem tem condições de permanecer pro Estadual 2013 do atual elenco e montar uma base, basicamente o erro é falta de planejamento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí mano... Planejar para executar melhor. Abraço.

      Excluir
  2. Se os nossos clubes não conseguem brilhar nas competições nacionais, não revelam novos jogadores, os estádios estão cada vez mais vazios, o nível técnico das nossas competições é cada vez mais baixo e nossos dirigentes não fazem nada para mudar tudo isso? Só tem uma explicação: Alguém, de alguma forma, está se dando bem. E como diz uma das várias "máximas" do futebol: "Em time que está ganhando, não se mexe". Antonio Lima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe não concordar com o dileto amigo nessa questão de que alguem está ganhando como isso. Que tem gente ganhando tem, mas ganhando dentro de uma "miséria". Se o nosso futebol tivesse por cima, as possibilidadses de ganho seriam muito maiores. Então, não há lógica em não querer mudar, nem mesmo dos supostos "malacas" como supõe o amigo. Abraço.

      Excluir
  3. Parabens Ricklei. O que acontece com o nosso futebol e isso mesmo, carencia de gestores que sejam efetivamente administradores, empreendedores e que busquem complemento atraves do recrutamento de verdadeiros profissionais com a experincia necessaria para auxiliarem na conducao do FUTEBOL, das divisoes de base ao profissional.
    Creio que a nossa IMPRENSA ESPORTIVA pode e deve contribuir ainda mais com o engrandecimento desse futebol, praticando um jornalismo independente, voltado para o olhar critico e dar ciencia aos nossos sofredores desportistas, visando unir forcas para, pelo menos, exercermos algum tipo de pressao nesses dirigentes.
    Temos que fazer algo diferente. E insano continuarmos fazendo as mesmas coisas e esperarmos resultados diferentes.

    Job Bandeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado Bandeira. Eu também sonho com isso e creio que dentro do nosso time também tem muita gente pensando assim. Porém, até agora tudo tem sido muito difícil. Vira e mexe e vem bomba explodindo aqui e ali. Uma porrada de surpresas desagradáveis. Mas... sinceramente creio que 2013 será planejado a partir do término da copinha. E vai chegar uma hora que precisaremos de gente como você, com idéias administrativas para somar. Abraço. Zé Maria

      Excluir
  4. Job, André e Antônio, os seus comentários praticamente foram idênticos no sentido, apenas escritos de forma diversa.

    Mas é isso, tem que ser feito algo diferente, persistir nos erros não fará com que ganhemos destaque em competições nacionais. Temos que identificar o foco de tudo isso para que, a partir daí, traçemos um planejamento adequado para alterar esse quadro deplorável que se encontra o futebol sergipano atualmente.

    ResponderExcluir
  5. Tair diretoria do Sergpe vamos dar uma oportunidade a andre BASTOS, A DIRIGIR O CLUB SPORTIVO SERGIPE, para o nosso gipão sair desta situação concordo numero genros e grau com andre a respeitos desses diregente do nosso futebol que não fazem nada para melhorar o nosso esporte, a comerçar pela federação Sergipana de Futebol, o sr- Carivaldo, Ary Rezende no Sergipe, miltinho na federação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, eu nem vislumbro ser dirigente do Sergipe, eu acho que dirigente tem que ser uma pessoa que consiga agir mais pela razão que pela emoção e eu com relação ao Sergipe sou mais emoção, até gosto disso...prefiro ser torcedor.
      Admiro dirigentes que agem mais nos bastidores do que na mídia e apesar de ser crítico a dirigentes que invadem o gramado, que vão pra rádio escrachar quem acha que está prejudicando o Clube, se estivesse no lugar penso que faria a mesma coisa, sou consciente não conseguiria ser dirigente.

      Excluir
  6. O problema é que o nível técnico do nosso futebol está nivelado por baixo.Não é possivel mais em competições nacionais um clube levar VALDSON,RAULINO e FABIANO lateral direito.Esses jogadores já deram o que tinha de dar,se valdson fosse bom estaria aquí?O time campeão do estado,não tem condiçoes de disputar uma competiçao à nível nacional.Nos anos 90,o sergipe jogava contra o CRB e ganhava aquí e em Maceió.Tinha campeonato de seleçoes estaduais,a nossa seleçao estadual ia jogar na paraíba e goleava a seleção local.Já vi o joão hora lotado pela copa do nordeste, no jogo css e bahia,o bahia com time prencipal e o sergipe ganhou,contra o nautico e sergipe tambem ganhou.Em 2010,os times de pernanbuco e da bahia mandarão equipes sub23 e ainda ganhavam dos nossos times,que humilhação!

    ResponderExcluir
  7. Amigos, se formos enumerar os erros cometidos pela federacao,pelas diretorias dos clubes e tambem pelo governo daria uma lista enorme, e todos eles sabem ateh mais que nohs torcedores como resolverem e nao fazem porque os deixam vulneraveis aos tao cubicados cargos. Mais quero aqui fazer um comentario com relacao ao governo do estado e as administracoes municipais que ao inves de jogarem dinheiro nas maos dos presidentes de federacao e presidente de clubes, deveriam criar uma forma de atrair os torcedores aos estadios, pois da forma atual dando valores fixos aos clubes e federacao estes gestores nao tem o minimo interesse em melhorar a qualidade das competicoes como tambem dos elencos. Apatir do momento que estas verbas seja repassadas aos clubes proporcionalmente pela participacao do publico a cada partida de futebol os dirigentes irao se preocupar em montar equipes com mais qualidade e que leve torcedor aos estadios. Chega dr termos partidas de futebol com apenas 100 ou 200 torcedores e que o numero de nao pagantes chega a igualar ao numero de pagantes ainda se nao bastasse temos a venda de ingressos fora dos estadios, acho que o Ministerio Publico deveria intervir neste problema jah que o governo destina dinheiro do contribuinte para as maos de presidentes de clubes e federacao e nao estao fazendo o bom uso e tambem retorno para a populacao vide estadios vazios, esta eh a visao de um simples torcedor de arquibancadas e que nao eh nenhum expert em gestao esportiva, mais tenho a certeza que em nosso estado tem pessoas capacitadas para resolver e tirar o nosso pobre futebol da UTI e das maos destes sangue sugas.

    ResponderExcluir
  8. Todo mundo puxa a sadinha para seu lado por exemplo: A radio cultura não queria o jogo no sábado pois tem a missa as 18:00 horas e não faria o bola de mel ai o seu apresentador critica os clubes que não tem atração,jogadores bons ,que o futebol não presta e fala o que o torcedor vai fazer em campo eu pergunto:
    Porque a radio cultura não para de transmitir os jogos já que nada presta
    Porque ela não recicla seus profissionais e fica nessa mesmice
    Proque sofreu com a desclassificação do river
    Porque em vez de cobrir os jogos dos grandes preferiram ir a Carmopolis R$$$$$$$
    E o pior depois que fez as criticas disse que no sabado vai ter um jogão
    Durma com um barulho desse.


    Wendel

    ResponderExcluir
  9. Wendel, a Rádio Cultura é muito pobre em termos de informações esportivas. O programa de sábado mesmo, os caras só enrolam o ouvinte, não apresentam novidades, e é um puxa-saquismo só com Ernando Rodrigues, o Presidente do River Plate - todo programa ele tem que falar e criticar as arbitragens. E pq não abre os microfones também para os demais dirigentes, como os do Sergipe? Sabe pq? Pq não patrocinam o programa.

    Newerton Matos é o setorista do clube, competente, por sinal, mas só fala 5 minutinhos, num programa que é de uma hora e meia, e Ernando Rodrigues comenta quase meia hora, por telefone. E o comentarista a que vc se reportou, deve ser o Reginaldo Gouveia, que precisa aprender muito ainda sobre futebol. Nos programas da semana, Jason Neto dá um destaque e tanto para os clubes do eixo Rio-São Paulo e pouco comenta das notícias locais.

    ResponderExcluir
  10. pARABÉNS ISSO MESMO temos que parar de ficar escutando tanta baboseira desses caras e já decidir só ligo na cultura se só tiver ela transmitindo e o sergipe jogando mais só no minuto final para ver o resultado pois os caras são fracos e só pensa em Ernande um "culto" do futebol e com um palavriado que faz inveja para não dizer o contrario.


    Wendel

    ResponderExcluir

Deixe abaixo o seu comentário, ele estará visível depois de APROVADO pelo administrador do blog: